Jucurutu/RN, 18 de abril de 2019


Arquivo Mês: junho 2018

O deputado estadual Nelter Queiroz (MDB) publicou em suas redes sociais nesta sexta-feira (29) sobre a visita que o ministro da Educação, Rossieli Soares, fará neste sábado (30) a Jucurutu para tratar sobre a liberação de recursos para instalação do campus provisório do IFRN no município.

Confira a publicação do deputado:

“Boa tarde, amigos. Trago a todos uma ótima e importante notícia: atendendo convite do senador José Agripino Maia (DEM) o ministro da educação Rossieli Soares cumprirá agenda em nossa querida Jucurutu, neste sábado (30).

A visita do ministro tratará sobre a liberação de recursos para instalação do campus provisório do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do RN (IFRN) Jucurutu. O evento acontecerá na Escola Municipal Wagner Lopes de Medeiros, que sediará provisoriamente as instalações do IFRN.

Como destacou o senador José Agripino hoje mais cedo em suas redes sociais “o valor dessa obra para a juventude da região é incalculável”, uma vez que vários jovens de municípios localizados no entorno de Jucurutu – nas regiões Seridó, Vale do Açu e Médio Oeste – serão beneficiados com esta importante conquista, que impulsionará o desenvolvimento local e regional através da educação técnica.

PORTARIA

A portaria 332, de 05 de Abril de 2018, que criou o IFRN Jucurutu, foi assinada pelo então ministro Mendonça Filho e publicada no Diário Oficial da União (DOU) no dia 06 de abril deste ano.

CONVITE

Nas pessoas do senador José Agripino, do Ministro Rossieli Soares e da presidente da Câmara de Vereadores Paula Torres, que também teve importante participação na conquista do IFRN, convido a todos a participarem do evento de amanhã, que também contará com a presença do prefeito Valdir Medeiros e de vereadores de nossa Jucurutu.

HISTÓRICO

A luta pela instalação do IFRN em Jucurutu iniciou ainda em 2015 no governo da então presidente Dilma Rousseff (PT) através de nosso esforço em parceria com o então prefeito de Jucurutu, George Queiroz, que além de ser meu filho é um jovem brilhante, dinâmico e de grande visão de futuro.

Porém, o pleito só ganhou força na atual gestão do presidente Michel Temer (MDB), através do empenho do senador José Agripino, junto ao então titular do Ministério da Educação, o atual deputado federal Mendonça Filho (DEM/PE).”

27 de junho de 2018 04:30

Motorista de ônibus denúncia má conservação de um dos transportes da frota escolar do município de Jucurutu.

 

 

Desde o primeiro concurso, em 1996, isso nunca havia acontecido; números sorteados foram 50 – 51 – 56 – 57 – 58 – 59.

O resultado sorteio do sábado da Mega-Sena no sábado (23) foi o primeiro em todos os concursos em que todas as dezenas sorteadas começam com o mesmo algarismo. Isso significa que, desde o primeiro concurso da Mega-Sena, em 1996, as dezenas nunca haviam repetido todas o primeiro algarismo.

Os números sorteados foram 50 – 51 – 56 – 57 – 58 – 59. O G1 conferiu, um a um, os resultados de todos os 2.052 concursos da Mega-Sena, e não encontrou nenhum caso igual a este.
Quatro pessoas acertaram e vão dividir o prêmio de mais de R$ 38 milhões. Cada uma irá levar R$ 9.627.559,21. No Twitter, alguns usuários se mostraram surpresos.

O economista Samy Dana, colunista do G1, explica que, apesar de parecer inusitado, o resultado não é menos provável que qualquer outro (incluindo até a combinação 1 – 2 – 3 – 4 – 5 – 6). “Qualquer resultado tem a mesma chance de acontecer”, diz.

LOTERIAS

Sorteio da Mega-Sena deste sábado foi o primeiro em que todas as dezenas começaram com o mesmo algarismo
Desde o primeiro concurso, em 1996, isso nunca havia acontecido; números sorteados foram 50 – 51 – 56 – 57 – 58 – 59.

Por Gessyca Rocha, Karina Trevizan e Lucas Vidigal, G1

24/06/2018 17h55  Atualizado há 12 horas
O resultado sorteio do sábado da Mega-Sena no sábado (23) foi o primeiro em todos os concursos em que todas as dezenas sorteadas começam com o mesmo algarismo. Isso significa que, desde o primeiro concurso da Mega-Sena, em 1996, as dezenas nunca haviam repetido todas o primeiro algarismo.

Os números sorteados foram 50 – 51 – 56 – 57 – 58 – 59. O G1 conferiu, um a um, os resultados de todos os 2.052 concursos da Mega-Sena, e não encontrou nenhum caso igual a este.
Quatro pessoas acertaram e vão dividir o prêmio de mais de R$ 38 milhões. Cada uma irá levar R$ 9.627.559,21. No Twitter, alguns usuários se mostraram surpresos.

O economista Samy Dana, colunista do G1, explica que, apesar de parecer inusitado, o resultado não é menos provável que qualquer outro (incluindo até a combinação 1 – 2 – 3 – 4 – 5 – 6). “Qualquer resultado tem a mesma chance de acontecer”, diz.

Probabilidade

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.
Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

Via G1

Dados do Observatório da Violência mostram crescimento de 45% da taxa em três anos.

O Rio Grande do Norte registrou mais uma morte violenta e atingiu o número de 1mil homicídios em 2018, segundo o Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO) – instituto que contabiliza e analisa os crimes contra a vida. O crime aconteceu em Mossoró na tarde deste sábado (23).

De acordo com a Polícia Militar, dois homens em uma motocicleta chegaram disparando contra as pessoas que estavam em um ponto de venda de frango. Duas pessoas foram atingidas. Um homem morreu.
O crime aconteceu na rua Souza Leão, no bairro Belo Horizonte. Dois homens foram baleados e socorridos à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro. Um deles, até o momento identificado apenas como Ediberto, faleceu. A outra vítima foi transferida para o Hospital Regional Tarcísio Maia.
Ainda não há informações sobre a motivação do atentado e identidade dos criminosos, que fugiram após ação.
1 mil homicídios

Segundo os dados do Observatório da Violência do RN, o número de homicídios cresceu 45,8% desde 2015. Mas se comparado ao mesmo período de 2017, o número de homicídios no RN teve queda de 14,5%. Dos 1 mil homicídios registrados, 916 foram por arma de fogo, segundo o levantamento do OBVIO.
Ainda segundo levantamento do OBVIO, 16 policiais foram mortos em 2018. A última vítima foi o policial civil aposentado José Renildo Santos Moraes, de 54 anos, que foi morto a tiros durante uma tentativa de assalto neste sábado.

Via G1/RN

Prática clandestina acontece na barragem de Umari, terceira maior do estado.

Pescadores de Upanema, município do Oeste potiguar, denunciam a prática de pesca irregular na barragem de Umari, terceira maior do Rio Grande do Norte. O reservatório é fonte de renda para cerca de 500 pescadores cadastrados, porém a falta de fiscalização tem prejudicado a criação de peixes.
A variedade é grande: tilápia, curimatã, tucunaré, pescada, sardinha, entre outros. Porém, por causa da pesca predatória, os pescadores regulares estão sofrendo com o sumiço dos peixes. “Estão pescando clandestino, pegando peixinho miúdo”, relatou o pescador Valderino Francisco das Chagas.

Devido a isso, Luís Lopes de Araújo, pescador há 20 anos, já está pensando em procurar outro emprego. “Caçar outro serviço, trabalhar. A gente esperava sobreviver dela [barragem] porque ela encheu, aumentou muito peixe, mas tá sendo destruído”.
O pescador também informou que conseguia vender de R$ 200 a R$ 300 de peixe por semana. Agora, não consegue esse valor nem em um mês inteiro. “Queremos uma fiscalização severa para ver se melhorava pra gente”, pediu.
No início deste ano, a barragem chegou a ficar com apenas 12% da capacidade. Mas, com as chuvas de abril e maio, o volume subiu para 46%, aumentando a quantidade de peixes e a qualidade da água.

Via G1/RN

ESCLARECIMENTO

Hoje foi veiculada em alguns blogues uma notícia dando conta do deferimento em liminar dada pelo juiz da Comarca de Jucurutu, a respeito da prestação de contas das áreas de assistência social e saúde em 2016, fruto de uma ação judicial feita pela atual gestão municipal. Sobre isso, é preciso reparar e esclarecer:

1 – A ação judicial nem foi julgada ainda, foi deferida apenas liminar e nem sequer fui notificado para me manifestar sobre o assunto ainda;

2 – São relatadas 7 pendências no envio das prestações de contas, as quais adiantamos aqui parte do teor da resposta que será encaminhada à justiça, tão logo eu seja notificado:
• Balanço Anual: a contabilidade da nossa gestão enviou os arquivos ao Tribunal de Contas do Estado (TCE – RN) na forma e no prazo estabelecidos pelo órgão de controle, tendo eu cumprido todas as minhas obrigações e responsabilidades no tocante a isso;
• Balancetes da Assistência Social e da Saúde: os balancetes bimestrais foram enviados corretamente ao TCE/RN, por nossa contabilidade, em conformidade com as datas e modelos determinados pelo tribunal, mais uma vez tendo eu cumprido aquilo que era da minha competência, sendo importante aqui frisar que, após o envio das prestações de contas, o TCE/RN passa a reprocessar as informações recebidas e, eventualmente, isso pode apontar erros ou falhas, que muitas vezes não precisam de correções ou, quando muito, basta o reenvio dos arquivos para sanar isso. Então as pendências apontadas não decorrem de ausência de prestação de contas da minha parte;

3 – Quanto ao argumento da prefeitura de que “o ex-prefeito George Queiroz deixou de prestar contas em exercícios de 2015 e 2016…”, ela é simplesmente equivocada, já que, como mencionei acima, prestei todas as contas questionadas, dentro dos prazos e na forma adequada, cabendo à atual gestão a responsabilidade de acompanhamento e resolução de eventuais correções que se fizessem necessárias junto ao TCE/RN.

4 – Sobre a afirmação de que “a ausência de prestação de contas vem trazendo sérios prejuízos financeiros a municipalidade, impedindo de participar de convênios com o Estado e União, reduzindo seus investimentos no município”, que em suas entrelinhas tenta passar a ideia que eu fosse causador desses problemas, ela se mostra leviana, já que, como será demonstrado dentro do processo judicial, se alguém deixou de cumprir com seus deveres quanto a esse assunto, esse não fui eu.

5 – A responsabilidade pelas pendências noticiadas não devem ser imputadas a mim, pois, como se sabe, legalmente, uma vez sentado na cadeira de prefeito, compete ao novo gestor conduzir, proceder e concluir as prestações de contas do gestor anterior, junto ao TCE/RN, já que é o novo gestor que passa a ter o acesso aos sistemas de informática usados pela prefeitura para envio de dados e informações aos órgãos de controle, e não mais o antigo gestor

6 – Para concluir, vamos elucidar com clareza os fatos ocorridos que deram margem para as pendências aqui discutidas:
• Balancetes da Assistência Social e da Saúde: Como já dito, foram enviados nos prazos legais, mas o que causou as pendências deles foi o fato de que, mesmo tendo desde 30/04/2017 até hoje disponível e pronto para si a remessa dos documentos, o atual prefeito não acessou o Portal do Gestor do TCE/RN para assinar digitalmente os arquivos e assim concluir o envio, como É DE SUA OBRIGAÇÃO, mesmo tendo sido sua assessoria avisada várias vezes por nossa Contador da época, dentro do prazo, e que configura e evidencia assim, a OMISSÃO por parte da atual gestão no cumprimento de sua obrigação, já que até agora, simplesmente não fez o gesto simples que é de sua competência legal;
• Balanço Anual: cumpri minha obrigação legal, como já expliquei acima, reiterando que o controle do processamento das prestações de contas anuais, junto ao TCE/RN, foi feito por nossa equipe até quando foi possível (data limite do fim do nosso mandato, em 31/12/2016). A partir de 01/01/2017, a gestão atual passou a deter o controle disto, tendo ela meios e ciência para corrigir eventuais pendências que fossem apontadas pelo TCE/RN, inclusive Gabinete Civil e Assessoria da atual gestão foram comunicados pela nossa contabilidade, entre março e abril de 2017, sobre esse assunto, sendo sugerido o envio de ofício ao TCE/RN, pelo Gabinete Civil, solicitando a disponibilidade dos documentos para reenvio, o que, à época, foi feito, segundo o então Chefe de Gabinete – ele até relatou em detalhes, ao nosso Contador, ter enviado ofício pelos Correios e que o tribunal recusou o envio desta forma, determinando que a entrega do ofício fosse feita pessoalmente no TCE/RN, o que, a julgar pelo relato, espera-se ter ocorrido. Nesse sentido, quaisquer eventuais desdobramentos que houvessem, estariam a cargo do atual gestor resolver e, ao que parece, tudo indica não ter ocorrido ou, pior: o caso pode, eventualmente, ter sido negligenciado. Seja como for, está claro que a culpa de quaisquer problemas decorrentes disso não foi minha;

7 – Resumindo, repito algo simples, que é do conhecimento de qualquer pessoal que atue na administração pública: a responsabilidade quanto ao acompanhamento e eventuais medidas que viessem a ser necessárias em relação a esse assunto, legalmente falando, é do gestor atual, e não minha, como alguns desavisados querem fazer parecer, distorcendo a realidade de um assunto tão sério ao conhecimento da população.

8 – Ao invés de gastar tempo com uma ação judicial inóqua quanto essa, em que o único responsável pelos problemas apontados é o próprio acusador (a prefeitura), deveria o senhor prefeito concentrar seus esforços em resolver as pendências, que legalmente são de suas responsabilidade, e em buscar resolver os grandes problemas que assolam nossa querida Jucurutu, a exemplo do alarmante risco de surto de Dengue, Chikungunya e Zica, que colocam hoje nossa cidade em triste destaque nacional, com o 2º mais alto índice de infestação do Brasil (24,8) e que é do conhecimento do atual gestor desde o ano passo, mas que mesmo assim, permitiu que esse índice assombroso crescesse ainda mais do ano passado pra cá.

9 – Pelo dever e compromisso com a população de Jucurutu e com todo o respeito que devo ao nosso povo, são esses os esclarecimentos que se impunham, para bem da verdade, como deve ser.

GEORGE RETLEN COSTA QUEIROZ

Em 21 de junho de 2018.

Cinco estados, no entanto, não divulgam os dados; índice nacional de homicídios criado pelo G1 acompanha mês a mês os dados de vítimas de crimes violentos no país. O objetivo é possibilitar um diagnóstico em tempo real da violência e cobrar transparência por parte dos governos.

Ao menos 3.833 pessoas foram assassinadas no mês de abril deste ano no Brasil. Cinco estados, no entanto, não divulgam o dado, o que compromete a estatística.
O índice nacional de homicídios, ferramenta criada pelo G1, permite o acompanhamento dos dados de vítimas de crimes violentos mês a mês no país. Já são 17.420 vítimas registradas nos primeiros quatro meses deste ano.
O número consolidado até agora contabiliza todos os homicídios dolosos, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte, que, juntos, compõem os chamados crimes violentos letais e intencionais.
O mapa faz parte do Monitor da Violência, uma parceria do G1 com o Núcleo de Estudos da Violência da USP e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública.
PÁGINA ESPECIAL: Mapa mostra mortes violentas no país
ANÁLISE DO FBSP: O buraco negro da informação em segurança pública no Brasil
ANÁLISE DO NEV: Governos frágeis fortalecem tiranias ligadas ao crime e à polícia que se matam na disputa por poder
METODOLOGIA: Monitor da Violência
Desde o início do ano, jornalistas do G1 espalhados pelo país solicitam os dados via Lei de Acesso à Informação, seguindo o padrão metodológico utilizado pelo Fórum no Anuário Brasileiro de Segurança Pública.
O objetivo é, além de antecipar os dados e possibilitar um diagnóstico em tempo real da violência, cobrar transparência por parte dos governos.
Cinco estados (Maranhão, Minas Gerais, Paraná, Piauí e Tocantins), entretanto, dizem ainda não ter os dados referentes a abril. Além disso, há estado que também não passou números de meses anteriores.
Veja a justificativa de cada um deles:
Maranhão: a secretaria não informa os dados de março e abril. “A consolidação dos dados estatísticos do estado do Maranhão tem um prazo institucional de três meses.”
Mato Grosso do Sul: a secretaria não informa os dados de latrocínio e lesão corporal seguida de morte do mês de fevereiro.

Minas Gerais: a secretaria diz que ainda não possui a informação sobre o mês de abril. “Temporariamente, as informações não estão disponíveis. A consolidação das bases de dados ocorrerá em breve.”

Paraná: a secretaria não informa o dado de abril. “Os dados estatísticos são divulgados no site a cada trimestre.” Segundo o governo, há um trabalho sendo feito para fechar os dados do primeiro semestre. “Por ora, não temos os dados do mês de abril.”

Piauí: a secretaria não informa os dados de abril. O delegado João Marcelo, responsável pelas estatísticas de crimes da Polícia Civil, diz que os casos são coletados a partir dos registros dos boletins de ocorrência e que, por conta da greve da Polícia Civil, haverá demora no levantamento dos dados.

Tocantins: a secretaria diz que as delegacias levam um tempo para informar os números e, por isso, os dados de fevereiro, março e abril ainda não foram consolidados

Página especial

Na página especial, é possível navegar por cada um dos estados e encontrar dois vídeos: um com uma análise de um especialista indicado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública e outro com um diagnóstico de um representante do governo.

Ambos respondem a duas perguntas:

  1. Quem são os grupos/pessoas que mais matam no estado, por que eles matam e como isso mudou ao longo da última década?
  2. O que fazer para mudar esse cenário?

Apenas 3 dos 27 governos estaduais não enviaram respostas às questões em vídeo: Bahia, Ceará e Rio de Janeiro. Juntos, eles respondem por mais de 1/4 das mortes violentas no ano passado.

Via G1

Crime tem sido recorrente no período e deixou população sem abastecimento pelo tempo equivalente a 13 dias, diz Cosern.

Na última quinta-feira (14), a Companhia Elétrica do Rio Grande do Norte (Cosern) registrou uma suspensão no fornecimento de energia elétrica no município de Barra de Maxaranguape, Litoral Norte potiguar. No mesmo dia, a Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern), reduziu em 35% o abastecimento de água na Zona Norte de Natal. As duas situações têm uma mesma explicação: o roubo de cabos da rede elétrica.
O crime tem sido recorrente na região nos 12 últimos meses e, segundo a Cosern, já causou 320 horas de interrupção no abastecimento de enérgia elétrica, o que equivale a mais de 13 dias sem energia.
Moradores dos municípios de Ceará-Mirim, Extremoz e Barra de Maxaranguape já foram prejudicados por este tipo de crime. Ainda segundo a companhia, os cabos roubados nesse período somam 25 quilômetros e prejuízo superior a R$230 mil para a empresa.
A população pode ajudar na identificação do problema e denunciar a prática pelo número 116.

Via G1/RN

Ato aconteceu na manhã desta quarta-feira (20) em frente no Centro Administrativo do Estado, em Natal.

Servidores do Rio Grande do Norte fizeram uma manifestação em frente à sede do governo, no Centro Administrativo do estado, na manhã desta quarta-feira (20). De acordo com representantes de sindicatos, o ato cobrou pagamento do 13º salário de 2017 e o depósito, dentro do mês, dos salários, que estão em atraso.
Os servidores também querem revisão dos salários desde 2010 e realização de concurso público. De acordo com a presidente do Sindicato dos Servidores da Administração Direta (Sinsp), Janeayre Souto, há mais de dois anos os servidores públicos estaduais recebem os salários com atraso. “Os servidores estão ficando doentes, desesperados, com contas acumulando”, disse.

Ela ainda criticou o fato de servidores de outros poderes terem recebido a primeira parcela do 13º salário de 2018, enquanto os do Executivo não receberam ainda o de 2017. “A crise não é apenas do Executivo, é do Estado, mas estão ninguém fala nada sobre isso”, argumentou.
Uma comissão foi formada durante o protesto para os servidores tentarem apresentar a pauta de reivindicações ao governo. Até a última atualização, porém, a reunião ainda não tinha sido marcada.

Via G1\RN

 

Estrada da pedra branca prefeito não manda recuperar, e os próprios moradores meteram a mão na massa e estão fazendo o trabalho que era pra ser da prefeitura.

 

Na próxima quarta (20/06), das 10h às 15h, ocorrerá nova etapa do Projeto Câmara Cidadã, em parceria com o ITEP de Caicó, na sede da Câmara Municipal. Os participantes poderão comparecer a partir das 8h para retirarem a ficha de participação e assim o serviço ser mais cômodo para todos.

Na ocasião, será feita a emissão das carteiras de identidades para cidadãos que haviam sido cadastrados anteriormente, além de outros que não compareceram em etapas anteriores, para emissão de 2ª e 3ª vias.

Todos devem comparecer ao local portando documentos pessoais originais (RG, CPF, 2 fotos 3×4, fundo branco e certidão original), especialmente a Certidão original de nascimento ou casamento, pois o ITEP exige a apresentação desses documentos para poderem receber as identidades.

A Câmara Cidadã segue promovendo cidadania e ampliando o serviço para a população de Jucurutu, segundo a presidente da Câmara, Paula Torres: “esse projeto que muito nos orgulha vem sendo promovido nesta Casa em várias oportunidades, sempre buscando facilitar a vida dos nossos conterrâneos, e dessa vez o ITEP aumentar o número de carteiras emitidas e com isso cerca de 200 pessoas serão beneficiadas”, destaca a parlamentar.
Nesta etapa, conforme estabelecido pelo ITEP, participarão seguintes cidadãos:

ORD NOME
1. ADAILSON CIRINO DA SILVA
2. ADEVIL GOMES SOARES
3. AILSON CESAR DE OLIVEIRA
4. ALDINEIDE RITA DA SILVA
5. ALDINELIA MARTINS DE ALMEIDA
6. ALDO TIBURCIO DA SILVA
7. ALIANA AMANCIO DE LIMA SILVA
8. ALISSON DA SILVA NUNES
9. ANA BATISTA ALVES
10. ANA GILZA DA SILVA FARIAS
11. ANA PAULA DA SILVA VIEIRA
12. ANGELA PATRICIA LOPES DE ARAUJO
13. ANTONIA EDNA OLIVEIRA DE LIMA
14. ANTONIO SEBASTIAO DOS SANTOS
15. ARLINDO ALVES DA SILVA
16. BENEDITO BARROS DE ARAUJO
17. BERNADETE BEZERRA DE ARAUJO
18. CARLINDO JALES LOPES
19. CARLOS ALEXANDRE PEREIRA
20. CARLOS RAMOS DOS SANTOS
21. CELIMARIA ATANAZIO BEZERRA
22. CICERO GOMES PINHEIRO
23. CLEBIA BARROS DE MOURA
24. CYNARA DA SILVA MEDEIROS
25. DALIANE ALVES BEZERRA DE MOURA
26. DALVACI BATISTA DE OLIVEIRA MARQUES
27. DALVANILDA DAS GRACAS DA SILVA
28. DAMIAO FIRMINO DA SILVA
29. DAMIAO GOMES DE OLIVEIRA
30. DAVINA VALE DA CRUZ ALMEIDA
31. DIVA CAMPANHA DA SILVA
32. EDILEUZA RUFINO DE MELO GOMES
33. EDILSA LINDALVA DA SILVA MANOEL
34. EDINALVA PEREIRA DA SILVA
35. EDIVALDO ESCOLASTICO DA SILVA
36. EDIVALDO PEREIRA DA SILVA
37. EDMILSON BESERRA FERREIRA
38. EDVAN INACIO DA SILVA
39. ELAINY CRISTINA DA SILVA PEREIRA
40. ELENICE SANTINA DA CRUZ
41. ELIANA NUNES DOS SANTOS
42. ELIETE PEREIRA DA SILVA
43. ELISANGELA DE ARAUJO TAVARES
44. ERINALDO LIMA FERREIRA
45. ERIVAN DA COSTA
46. ERIVANIA ARAUJO TAVARES
47. EVALDO MARCOS DE ARAUJO
48. FABIANA FELIX DE ARAUJO
49. FABIANO DA SILVA ATANAZIO
50. FRANCIELIA JESSICA DE OLIVEIRA
51. FRANCIELIO PEREIRA DE ARAUJO
52. FRANCILENE FERREIRA DOS SANTOS
53. FRANCIMAR LOPES DE OLIVEIRA
54. FRANCIMAR VIDAL SOBRINHO
55. FRANCINEIDE MARQUES DOS SANTOS
56. FRANCINEIDE RODRIGUES DA CRUZ
57. FRANCINETE JACI DE OLIVEIRA
58. FRANCISCA DAS CHAGAS SILVA SANTOS
59. FRANCISCA DE FIGUEIREDO NETA
60. FRANCISCA DELFINA BATISTA DE MEDEIROS
61. FRANCISCA GUILHERMINA LEITE DE OLIVEIRA
62. FRANCISCA LOPES DE ARAUJO
63. FRANCISCA MARIA BESERRA DE ARAUJO
64. FRANCISCA MARIA DE ARAUJO
65. FRANCISCA MARIA PEREIRA DE ARAUJO
66. FRANCISCA RODRIGUES DA SILVA
67. FRANCISCO ALVES DA SILVA
68. FRANCISCO CANINDE BERNARDO MARREIRO
69. FRANCISCO CATUNDA DE SOUZA
70. FRANCISCO COSTA DA SILVA
71. FRANCISCO DAS CHAGAS DUTRA
72. FRANCISCO DE ASSIS COSTA
73. FRANCISCO FERREIRA PEREIRA
74. FRANCISCO FREITAS DE ARAUJO
75. FRANCISCO GOMES SOARES
76. FRANCISCO HERIBERTO DA SILVA
77. FRANCISCO IZIDRO NETO
78. FRANCISCO KLEBSON DE MOURA BATALHA
79. FRANCISCO PEDRO GOMES DE ARAUJO
80. FRANCISCO SALES ALMEIDA DE ARAUJO
81. FRANCIVAN NUNES DE SOUZA
82. GILVANETE FRANCISCA DE OLIVEIRA
83. IATAMIRA AURELIA DE MORAIS SOARES
84. IRENE ALMEIDA DOS SANTOS
85. IVAN PEDRO DA SILVA
86. JAILMA GOMES BEZERRA
87. JEFFERSON DANIEL ANSELMO DA SILVA
88. JOAO ASSIS DE BRITO FILHO
89. JOAO BATISTA CASSIANO DA SILVA
90. JOAO GARCIA DE ARAUJO NETO
91. JOAO IDELFONSO SOBRINHO
92. JOAQUIM VICENTE JUNIOR
93. JOCILDA LOURENCO DUARTE
94. JONATAN PASCOAL FERREIRA
95. JOSE ALVES DA SILVA
96. JOSE ANTONIO DA SILVA
97. JOSE ANTONIO PEREIRA SOARES
98. JOSE CANDIDO DA SILVA
99. JOSICLEIDE DE MENEZES
100. JOSILEIDE CANDIDO DA SILVA
101. JOSILENE MARIA DA SILVA
102. JOSIVANIA BATISTA DE MEDEIROS
103. JOSIVANIA PEREIRA DA SILVA
104. JOZILDA DE OLIVEIRA
105. JUCENUBIA PEREIRA DE ALMEIDA
106. KALYANE LOPES PEREIRA
107. LEIDJANY DUTRA PEREIRA
108. LUCIA RUFINO DE MOURA SILVA
109. LUCINEIDE CRISPIM GONCALO
110. LUIZ ARAUJO DA SILVA
111. LUIZ FELIX DE ARAUJO
112. LUSINALDO FERREIRA DA FONSECA
113. LUZIENE MOURA DE ARAUJO CRUZ
114. MARCIA CRISTINA DA CRUZ ALEXANDRIA
115. MARCIA GOMES MODESTO
116. MARGARIDA MARIA DE MOURA DA COSTA
117. MARIA ANIZIA BATISTA DE MEDEIROS
118. MARIA CELIA DA SILVA
119. MARIA CICERA DA SILVA NASCIMENTO
120. MARIA DA CONCEICAO DE ARAUJO
121. MARIA DA CONCEICAO FELICIANO DE ARRUDA
122. MARIA DA GUIA FERNANDES NERES
123. MARIA DA PAZ PEREIRA DA SILVA
124. MARIA DAS DORES DA SILVA
125. MARIA DAS GRACAS PEREIRA SILVA
126. MARIA DE FATIMA ALVES SOARES BATALHA
127. MARIA DE FATIMA BEZERRA DA SILVA
128. MARIA DE FATIMA BEZERRA SILVA LOPES
129. MARIA DE FATIMA DA SILVA
130. MARIA DE FATIMA DA SILVA
131. MARIA DE FATIMA DO REGO PEREIRA
132. MARIA DE FATIMA DOS SANTOS
133. MARIA DE JESUS PEREIRA DA SILVA
134. MARIA DO CARMO PEREIRA DA SILVA
135. MARIA DO CARMO PEREIRA TAVARES DE OLIVEIRA
136. MARIA DO SOCORRO DA FONSECA SILVA
137. MARIA EMILIA MELO FONSECA
138. MARIA FRANCINEIDE DOS SANTOS ROCHA
139. MARIA GORETHE TAVARES DE OLIVEIRA
140. MARIA GUIOMAR DE SALES
141. MARIA LUCIA DA SILVA
142. MARIA LUIZA DA SILVA ARAUJO
143. MARIA MACARIA ALEXANDRE DA SILVA
144. MARIA MARGARIDA RIBEIRO DANTAS
145. MARIA MARGARIDA SIMAO DE ARAUJO
146. MARIA ROSIMAR DE ARAUJO
147. MARIA SELMA DANTAS DE OLIVEIRA
148. MARIA SOLANGE FERREIRA DA SILVA
149. MARIANA MAGNA PEREIRA DA SILVA
150. MARIANO BEZERRA DE OLIVEIRA
151. MARILENE BENVENUTO DE ALMEIDA
152. MAYCA JORDANIA FERREIRA
153. MEIRYLANE SOARES DOS SANTOS
154. MILTON CAMPANHA DA SILVA
155. NAZARENO LOPES DA SILVA
156. NILDA ATANASIO DA SILVA
157. NIVALDO GUILHERME LOPES
158. ODIMAR FERREIRA DA CRUZ
159. OTACILIO PEREIRA DA SILVA
160. PATRICIA CAMPELO PEREIRA
161. PAULO BEZERRA DE OLIVEIRA
162. PAULO RICARDO DA SILVA DE SOUZA
163. RAILTON CELESTINO DA SILVA
164. RAIMUNDO FLORENCIO GOMES
165. RAIMUNDO MARTINS DE ALMEIDA
166. REGIA ALVES BARROSO
167. RENATO PEREIRA DA SILVA
168. RITA VALE DA CRUZ
169. ROMARIO ANTENOR FERREIRA DOS SANTOS SILVA
170. RONALDO PEREIRA DE MELO
171. SAMILA MARGARIDA LEITE DE ARAUJO
172. SANCLEIDE SANDOVAL DANTAS
173. SEBASTIAO FELINTO SEGUNDO
174. SEBASTIAO RUFINO DE MELO
175. SONEIDE CELI SOARES
176. VALDENOURA RITA DA CONCEICAO
177. VANDERLUCIA MARIA SILVA
178. WELLINGTON MOURA DA SILVA
179. WILLA FERREIRA ALVES
180. ZENATIE BARROS DE MORAIS

Festival acontece de 19 a 24 de junho na Arena das Dunas, em Natal.

As inscrições do Festival de Quadrilhas Juninas da Inter TV foram encerradas na quinta-feira (14), e o evento já tem os grupos selecionados para participar do festival cultural. A 23ª edição do festival acontece de 19 a 24 de junho na Arena das Dunas, em Natal.

O objetivo do festival é valorizar, difundir e incentivar uma das maiores manifestações culturais brasileiras, os festejos juninos.

As disputas nas duas categorias – estilizada e tradicional – prometem dar grande trabalho aos jurados que serão responsáveis por avaliar uma série de quesitos, como repertório musical, marcador, figurino, casamento, conjunto e coreografia.

Além de troféus, as quadrilhas receberão prêmios em dinheiro de acordo com a classificação, sendo R$ 5 mil para a primeira colocada, R$ 3 mil para a segunda, R$ 2 mil para a terceira e R$ 1 mil para a quarta colocada de cada categoria. Premiações especiais também serão distribuídas para a melhor rainha, melhor marcador e melhor casal de noivos de cada categoria com prêmio em dinheiro de R$ 1 mil.

A grande vencedora deste ano na categoria estilizada estará credenciada a participar, da etapa regional, promovida pela Globo Nordeste no Município de Goiana, em Pernambuco, que acontece no dia 24 de junho, e lá concorrerão com as demais classificadas dos outros Estados do Nordeste e pode ser a grande campeã do Nordeste. Conheça abaixo as participantes.

Quadrilhas Estilizadas

19/06

  • Gingado Nordestino – 19h
  • Matutina Potiguar – 19h40
  • Sonho Junino – 20h20
  • Arraiá Junina Caicós – 21h
  • Dança Nordeste – 21h40
  • Boneca De Pano – 22h20

20/06

  • 100% Ferroviário – 19h00
  • Filhos Do Nordeste – 19h40
  • Junina Penerou – 20h20
  • Arraiá Da Espiga – 21h
  • Explosão Junina – 21h40
  • Junina Coração Potiguar – 22h20

21/06

  • Grupo Folclorico Junina Beijoqueiros – 19h
  • Estrela Do Sertão – 19h40
  • Brejo De Ouro – 20h20
  • Coração Nordestino – 21h00
  • Junina São João – 21h40
  • Balão Dourado – 22h20

ViaG1/RN

Cidades das região Central e Seridó ficam sem fornecimento a partir das 7h, durante serviços da Caern no sistema de Serra de Santana.

Uma manutenção da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) no sistema de Serra de Santana vai deixar sete municípios potiguares, localizados nas regiões Central e Seridó, sem abastecimento de água. Os serviços começam às 7h desta segunda-feira (18).
O fornecimento de água ficará suspenso em Acari, Bodó, Currais Novos, Florânia, Lagoa Nova, São Vicente e Tenente Laurentino. De acordo com a estatal, a distribuição será retomada logo que os serviços forem concluídos.
Ainda conforme a Caern, a manutenção corretiva e preventiva no Sistema Produtor Integrado Serra de Santana consiste em substituição de rede e de ajustes na Estação de Tratamento de Água (ETA), que vão possibilitar melhorias no abastecimento da região.

Via G1/RN

Equipe organizadora e população da barra de Santana, pede que a prefeitura defina a programação oficial da festa de Santana, pois até o momento não existe essa programacao oficial fechada de todos os eventos sociais e demais.

Os mesmos alegam que em reunião comunicaram que não poderiam trazer bandas boas.

Só 2 atrações foram confirmadas para o evento ate o momento.

Essa sendo a da feirnha onde a mesma é gratuita disponibilizada por patrocinadores para toda a população.

Essa outra a da quadra sendo que a festa será paga.

Na tarde dessa quinta feira (14) a Polícia Militar da cidade de Jucurutu, que tem o Capitão Henrique como comandante, apreendeu cerca de 1kg de maconha em uma residência.

Militares de Rádio Patrulha e GTO cumpriram mandado de busca e apreensão em desfavor de Moisés e Patrícia, sua esposa. Ambos conseguiriam fugir do cerco policial.

Além da considerável quantidade de droga apreendida, a polícia apreendeu também uma arma de fogo. Não foi repassado o calibre da Espingarda ao blog Jair Sampaio.