Jucurutu/RN, 20 de junho de 2019


Exibindo postagens da categoria: Esportes

O Palmeiras usou uma formação quase toda reserva, mas venceu o Alianza Lima-PER por 3 a 1 com muita facilidade nesta quinta-feira, pela 5ª rodada do grupo 8 da Copa Libertadores.

O técnico Roger Machado poupou vários titulares, já pensando na maratona de jogos fora de casa nos próximos dias, e escalou Jaílson; Mayke, Luan, Thiago Martins e Victor Luís; Thiago Santos, Tchê Tchê e Moisés; Hyoran, Willian e Borja. Deyverson, Emerson Santos e Diogo Barbosa entraram no decorrer.

Jogando bem, com boas trocas de bola e envolvendo os peruanos o tempo todo, os brasileiros não tiveram dificuldade para abrir 2 a 0 no primeiro tempo. Willian abriu a conta, e Hyoran ampliou – Moisés, o melhor da noite, deu as duas assistências.

No segundo tempo, o clube paulista diminuiu o ritmo, mas ainda assim fez 3 a 0 com o colombiano Borja, que voltou a marcar após um mês de seca. Os donos da casa diminuíram com Cruzado, batendo pênalti pouco depois.

Com o resultado, o “Verdão” vai a 13 pontos e garante o 1º lugar do grupo, assegurando sua presença no pote A (o dos líderes de grupos) no sorteio das oitavas de final. O já eliminado Alianza Lima, por sua vez, segue na lanterna, com 1 ponto, mas ao menos conseguiu marcar seu 1º gol.

O Junior-COL é o 2º, com 7, e o Boca Juniors-ARG é o 3º, com 6.

Na rodada final da chave, o Palmeiras cumpre tabela contra o Junior, no Allianz Parque, enquanto o Boca joga com o Alianza em La Bombonera para buscar a classificação. As duas partidas serão no dia 16 de maio, às 21h45 (de Brasília).

O JOGO

Mesmo com uma formação reserva, o Palmeiras começou em cima do Alianza e quase marcou logo aos 2 minutos: Tchê Tchê cruzou da esquerda e o meia Hyoran, grande surpresa de Roger na escalação, cabeceou para defesa do goleiro.

Pouco depois, Willian e Tchê Tchê fizeram ótima jogada pelo lado esquerdo e o camisa 29 recebeu em boa posição na área. Ele bateu forte, mas Campos fechou bem o canto e mandou para escanteio, salvando os peruanos mais uma vez.

Aos 14, o camisa 10 do Alianza, Velarde, se atirou na área em jogada com Victor Luís e ficou pedindo pênalti. O árbitro Gerry Vargas, porém, mandou seguir.

Mas o Palmeiras era muito melhor, e o gol não demorou a sair: aos 19 minutos, Borja fez bom pivô na área e entregou para Moisés, que só deu um tapa para Willian chegar batendo cruzado, sem qualquer chance de defesa para o arqueiro.

E Moisés estava mesmo a fim de jogo: jogando mais avançado, o camisa 10 disparou uma bomba de muito longe e quase surpreendeu Campos, mas a bola foi para fora.

Palmeiras vence Alianza Lima com facilidade e garante 1º lugar do grupo na Libertadores
play
André Kfouri vê Palmeiras com ’14, 15 ou mais titulares’ e duvida que time perca para Junior Barranquilla (1:37)
O Palmeiras usou uma formação quase toda reserva, mas venceu o Alianza Lima-PER por 3 a 1 com muita facilidade nesta quinta-feira, pela 5ª rodada do grupo 8 da Copa Libertadores.

O técnico Roger Machado poupou vários titulares, já pensando na maratona de jogos fora de casa nos próximos dias, e escalou Jaílson; Mayke, Luan, Thiago Martins e Victor Luís; Thiago Santos, Tchê Tchê e Moisés; Hyoran, Willian e Borja. Deyverson, Emerson Santos e Diogo Barbosa entraram no decorrer.

 

Página especial do Palmeiras
Vídeos, notícias, gols, estatísticas, jogos, análises e opinião ESPN: tudo para o fã do esporte na página do Palmeiras.
Jogando bem, com boas trocas de bola e envolvendo os peruanos o tempo todo, os brasileiros não tiveram dificuldade para abrir 2 a 0 no primeiro tempo. Willian abriu a conta, e Hyoran ampliou – Moisés, o melhor da noite, deu as duas assistências.

No segundo tempo, o clube paulista diminuiu o ritmo, mas ainda assim fez 3 a 0 com o colombiano Borja, que voltou a marcar após um mês de seca. Os donos da casa diminuíram com Cruzado, batendo pênalti pouco depois.

Com o resultado, o “Verdão” vai a 13 pontos e garante o 1º lugar do grupo, assegurando sua presença no pote A (o dos líderes de grupos) no sorteio das oitavas de final. O já eliminado Alianza Lima, por sua vez, segue na lanterna, com 1 ponto, mas ao menos conseguiu marcar seu 1º gol.

O Junior-COL é o 2º, com 7, e o Boca Juniors-ARG é o 3º, com 6.

Na rodada final da chave, o Palmeiras cumpre tabela contra o Junior, no Allianz Parque, enquanto o Boca joga com o Alianza em La Bombonera para buscar a classificação. As duas partidas serão no dia 16 de maio, às 21h45 (de Brasília).

O JOGO
Mesmo com uma formação reserva, o Palmeiras começou em cima do Alianza e quase marcou logo aos 2 minutos: Tchê Tchê cruzou da esquerda e o meia Hyoran, grande surpresa de Roger na escalação, cabeceou para defesa do goleiro.

Pouco depois, Willian e Tchê Tchê fizeram ótima jogada pelo lado esquerdo e o camisa 29 recebeu em boa posição na área. Ele bateu forte, mas Campos fechou bem o canto e mandou para escanteio, salvando os peruanos mais uma vez.

Aos 14, o camisa 10 do Alianza, Velarde, se atirou na área em jogada com Victor Luís e ficou pedindo pênalti. O árbitro Gerry Vargas, porém, mandou seguir.

Mas o Palmeiras era muito melhor, e o gol não demorou a sair: aos 19 minutos, Borja fez bom pivô na área e entregou para Moisés, que só deu um tapa para Willian chegar batendo cruzado, sem qualquer chance de defesa para o arqueiro.

Hyoran comemora após marcar para o Palmeiras contra o Alianza Lima EFE
E Moisés estava mesmo a fim de jogo: jogando mais avançado, o camisa 10 disparou uma bomba de muito longe e quase surpreendeu Campos, mas a bola foi para fora.

RELACIONADO
Roger refuta entregar jogo para eliminar o Boca: ‘Palmeiras vai buscar os pontos’
Time já está classificado e enfrenta o Junior-COL no último jogo da fase de grupos, no Allianza Parque
Moisés exalta vitória do Palmeiras reserva: ‘Mostramos que temos elenco, não só um time’
Time alviverde ganhou com facilidade por 3 a 1 do Alianza Lima-PER, nesta quinta-feira
Estava fácil demais: aos 31 minutos, Hyoran recebeu excelente passe de calcanhar de Moisés e bateu forte, de perna esquerda, para marcar seu 2º gol com a camisa alviverde.

E o 3º só não saiu poucos minutos depois por azar: o garoto recebeu de Borja, cortou o marcador com um lindo drible e carimbou o travessão do Alianza.

O “Verdão” chegava como queria, e criava chances sem parar. Tchê Tchê bateu de longe e o goleiro deu rebote, mas a zaga afastou antes de Borja aproveitar.

E na última oportunidade da primeira etapa, o Palmeiras chegou tabelando e Borja chutou forte, para boa defesa do goleiro, que se atirou na bola e salvou.

Na volta do intervalo, a primeira boa chance, para variar, foi do “Verdão”. Aos 9 minutos, Victor Luís deu boa ajeitada na área para Hyoran, que emendou um belo chute de primeira, para ótima defesa do arqueiro do Alianza Lima.

Mesmo sem tanta intensidade, os paulistas ampliaram ainda mais a vantagem aos 21, quando Mayke fez grande jogada, invadiu a área e cruzou para Borja só completar para o gol vazio, voltando a marcar após cinco jogos na seca.

Logo na sequência, Thiago Martins se enroscou com o meia Hohberg na área e o árbitro marcou pênalti de forma polêmica. Cruzado bateu com tranquilidade para marcar o primeiro tento do Alianza Lima na Libertadores.

Borja ainda teve oportunidade de transformar a vitória palmeirense em goleada quando recebeu boa cavadinha de Willian. No entanto, a finalização foi em cima do goleiro, que salvou o time peruano mais uma vez na partida.

Nas últimas chances da partida, Moisés recebeu cruzamento rasteiro de Willian e tentou colocar na cantinho do gol adversário de perna esquerda, mas a bola saiu por pouco. Deyverson ainda desperdiçou chance clara com a meta já vazia.

Postado em Esportes por

Campeão no ano de 2015, com uma bela campanha, o município de Jucurutu não terá representação neste ano na Copa sub-14, Garoto Bom de Bola do Rio Grande do Norte. Essa será a primeira vez desde 2013, que Jucurutu ficará de fora da competição estadual.

O título da seleção de Jucurutu em 2015 na competição, foi comemorado de forma especial, após vitória pelo placar de 1 a 0, diante do Alecrim, em jogo disputado em Natal.

“Trabalhamos muito e depois de três anos participando, finalmente conseguimos esse título, que nada mais é do que a vitória da superação e do aprendizado. Nossos atletas e o técnico John Lennon estão de parabéns”, frisou o ex-prefeito de Jucurutu, George Queiroz, que disponibilizou todo o apoio necessário para a seleção participar do evento esportivo durante sua gestão.

A conquista da seleção de Jucurutu ganhou destaque no portal de notícias da Globo, conforme mostra a imagem abaixo:

Via Danilo Evaristo

Árbitro valida gol, volta atrás e anula primeiro do Galo, revoltando jogadores e torcida; Róger Guedes acaba marcando outro e definindo triunfo do time mineiro diante do Corinthians.

O lance mais polêmico da vitória do Atlético-MG sobre o Corinthians, por 1 a 0, como não poderia deixar de ser, foi comentado pelos jogadores do Galo no intervalo e logo após o jogo deste domingo, no Indepedência. Ao final do primeiro tempo, o experiente lateral Fábio Santos falou sobre o ocorrido.

Reprodução/Premiere)
– Na verdade, de onde estava eu não consegui ver se a bola pegou na mão do Ricardo (Oliveira). Foi uma disputa de bola, tudo muito rápido, mas, se o quarto árbitro acabou vendo, acabou voltando. Paciência! Hoje em dia tem sido cada vez mais natural isso. Aqui no Brasil nem precisa de árbitro de vídeo. Já rola tanta coisa que economiza no árbitro de vídeo, que sempre tem alguém que fala e vai acabar voltando – resignou-se o atleta do Galo.
+ Na súmula, juiz ignora gol anulado, mas cita protesto de diretor e copo no campo
Ainda em campo após o duelo, o volante Gustavo Blanco afirmou que o Atlético-MG mereceu vencer e também abordou o gol anulado no primeiro tempo.
– A gente praticamente jogou o jogo todo em cima deles. Infelizmente, teve aquele gol anulado, que eu não sei era para ser anulado. Acho que a gente merece, pois a gente trabalha muito e espero que seja o começo de uma sequência boa de vitórias. Uma vitória dessa, em cima do Corinthians, que é o time mais eficiente do Brasil, dá moral.
Entenda
Aos 37 minutos do primeiro tempo, após um escanteio para o Galo, a bola passou por Ricardo Oliveira, bateu na trave e sobrou para Róger Guedes, que encheu o pé e marcou o gol. O árbitro apontou o meio do campo, os jogadores do Atlético-MG comemoraram e a saída de bola quase foi dada. Porém, antes do reinício da partida, o auxiliar que fica atrás do gol chamou o juiz, que foi até ele e anulou o gol, sob alegação de que Ricardo Oliveira colocou a mão na bola antes de ela bater na trave e sobrar para Róger Guedes.

Veja o lance polêmico no Horto
Histórico
Dewson Fernando Freitas, árbitro do Pará, comandou o primeiro jogo da decisão do Mineiro deste ano, entre Atlético-MG e Cruzeiro, no Horto, vencido por 3 a 1 pelo Galo. Em 2017, também no jogo que abriu as finais do Estadual, ele atuou no empate por 0 a 0, no Mineirão.
Assim como neste domingo, o árbitro já foi alvo de críticas do Atlético-MG. Em 2015, após derrota para o Grêmio por 2 a 0, no Mineirão, pelo Brasileirão, a atuação do juiz foi bastante contestada por não marcar um pênalti em lance envolvendo os zagueiros Erazo (então no Grêmio) e Leonardo Silva. No ano passado, pela Copa do Brasil, Dewson Freitas apitou a vitória sobre o Botafogo, por 1 a 0, no Independência, mas voltou a irritar o comando do Atlético-MG, que chegou a pedir que ele fosse vetado para jogos do Alninegro.
 

Postado em Esportes por

Em dose dupla, meia cruzeirense volta a marcar competição continental e acaba com sina que vinha desde final de 2008.

Os dois gols de Thiago Neves na goleada de 7 a 0 do Cruzeiro sobre a Universidad de Chile, nesta quinta-feira, no Mineirão, pela Libertadores, encerraram um jejum incômodo para o meia da Raposa, que está na história da competição justamente por balançar as redes adversárias.
Único jogador a fazer três gols em uma partida final de Libertadores, fato que ocorreu em 2008, na vitória por 3 a 1 do Fluminense sobre a LDU, Thiago Neves não marcava na competição continental desde aquela partida, quando o o time tricolor foi vice-campeão.

Nas edições 2012 e 2013, quando atuou em 15 jogos, também pelo Fluminense, o meia não balançou as redes. No Cruzeiro, nos três jogos realizados nesta temporada pela Libertadores antes do duelo em casa contra os chilenos, ele também não passou em branco. Mas, nesta quinta foi diferente, em mais um jogo histórico que teve o meia como participante.
– É um time muito cascudo. É um time diferente, com jogadores com experiência. Sabíamos que o jogo era importante. Tínhamos que somar pontos. Jogamos bem no primeiro jogo contra eles lá (Chile), jogamos bem no Rio (contra o Vasco), mas os gols não saíram. Merecemos desde o primeiro minuto essa goleada – disse o meia após a partida.

No fim da partida, Thiago Neves mostrou incômodo na coxa direita. Mesmo assim, ele seguiu em campo. O jogador tranquilizou os torcedores e se colocou à disposição para o confronto diante do Internacional, no domingo, às 19h (de Brasília), em Porto Alegre, pela terceira rodada do Brasileirão.
– Minha coxa começou a pesar. Mas não deu fisgada. Já passei pelo médico. É tratar, descansar nesta semana para ficar à disposição no domingo – afirmou o atleta sobre um incômodo muscular sentido no fim da partida.
Profético
Durante a semana, em tom de brincadeira, Thiago Neves foi perguntado se seria uma maldição a falta de gols pelo hat-trick na final de 2008. O jogador disse que, mesmo se fosse, a situação seria encerrada nesta quinta-feira, como foi.

– Deus me livre. Sai com isso aí. Quinta-feira vai acabar. Já tem um tempo, alguns jogos que não marco, mas quinta-feira vai acabar, Cruzeiro vai fazer gol e uma boa partida. É o que a gente precisa. Não só para gente, para a nossa torcida, diretoria.
Triste memória
A final de 2008 marcou Thiago Neves. Após o meia fazer três gols no tempo normal, ele perdeu uma cobrança na disputa de pênaltis, vencida pela LDU. Por causa desses episódios, o jogador diz que a competição continental é uma obsessão.

– Obvio que é (obsessão), até pela forma que foi 2008. Quero ganhar, porque sou um jogador competitivo. Entro para ser campeão. Todo mundo quer ganhar. Quero entrar para a história do Cruzeiro – disse o meia.

Via GE

Postado em Esportes por

RESUMÃO
O JOGOO Palmeiras respondeu à altura nesta quarta-feira a toda pressão que recebeu de parte da torcida nos últimos dias. Com uma atuação muito segura, o Verdão anulou toda a força do Boca Juniors na Bombonera para vencer por 2 a 0 e garantir antecipadamente a classificação às oitavas de final da Taça Libertadores. Keno e Lucas Lima marcaram.

COMO FICA?

O resultado faz o Palmeiras chegar aos dez pontos no Grupo 8, cinco acima do próprio Boca. Junior Barranquilla, com três, e Alianza Lima, com um, completam a chave.

CAIO ANALISA”Vitória gigantesca, com autoridade de um time que vai brigar por título em todas as competições. Se vai ganhar ou não, são outros 500. Mas o Palmeiras vai ser protagonista na Libertadores, no Brasileiro e como foi no Paulista. A torcida tem de jogar junto como tantas vezes fez, e os jogadores terem esse tipo de entrega de hoje. Mas, acima de tudo, jogar a bola que jogaram”.

Postado em Esportes por

Tricolor abre 2 a 0 no primeiro tempo, mas cede igualdade; Furacão está nas oitavas de final e conhece adversário nesta sexta.

RESUMÃO

O JOGO

DEU FURACÃO NO MORUMBI

O Atlético-PR eliminou o São Paulo na noite desta quinta-feira e está nas oitavas de final da Copa do Brasil. Depois de vencer o jogo de ida da quarta fase por 2 a 1, o Furacão saiu perdendo no Morumbi, buscou o empate e, com o 2 a 2, assegurou a vaga na próxima fase da competição. Valdívia e Nenê colocaram o Tricolor em vantagem, mas Guilherme, de pênalti, e Matheus Rossetto, após linda jogada coletiva, resolveram a vida do Furacão.

Postado em Esportes por

Time argentino perdia por 1 a 0 e conseguiu o empate. Porém, o bandeira anulou o tento por acusar impedimento no lance. Veja a imagem abaixo e tire as próprias conclusões.

 

Postado em Esportes por

Em audiência na 70ª Vara do Trabalho do Rio, jogador e clube não chegam a acordo. Magistrada Dalva Macedo mantém decisão que impede atleta de atuar pelo Palmeiras.

Não foi dessa vez que houve solução no imbróglio entre Gustavo Scarpa e Fluminense. Em audiência na manhã desta segunda-feira, no Tribunal Regional do Trabalho do Rio de Janeiro (TRT-RJ), a juíza Dalva Macedo concedeu 10 dias úteis para as partes apresentarem as razões finais no processo. Após o prazo determinado, a magistrada, titular da 70ª Vara do Trabalho do Rio, analisará as manifestações apresentadas e dará a sentença.

Além disso, negou um pedido dos advogados do atleta para que reconsiderasse sua decisão de janeiro, quando não concedeu a liberação antecipada do atleta do clube carioca enquanto o processo estivesse em andamento. Desta forma, Scarpa segue vinculado ao Fluminense, e impedido de atuar pelo Palmeiras. A parte que perder o caso na 1ª instância poderá recorrer.

Gustavo Scarpa esteve presente na audiência, que durou cerca de 50 minutos e correu em segredo de justiça a pedido de seus advogados – por isso não teve acesso à imprensa permitido. O atleta e seus advogados preferiram não dar declarações na saída. No entanto, confirmaram que não irão tentar outro mandado de segurança até a sentença final da juíza.
Já o advogado que representava o Fluminense, Rui Meier, conversou com a imprensa. Perguntado se estava confiante em um desfecho favorável ao Tricolor, ele revelou que o clube chegou a conversar com o staff do atleta, empresariado pela OTB, em busca de um acordo:
– Sempre. Tudo depende das partes e conciliarem. O Fluminense conversou com o atleta e seus representantes na semana passada, mas não chegamos a um acordo. Tudo é questão de conciliar. O vínculo dele, hoje, é com o Fluminense. Mas ele optou por não se reapresentar ao trabalho, o que é uma faculdade legal dele, então é por isso que ele não está jogando – explicou o advogado Rui Meier.

Advogado Rui Meier, que representa o Fluminense no caso Scarpa (Foto: Felipe Siqueira)

Entenda o caso

O processo movido por Scarpa contra o Flu tem valor de R$ 9,282 milhões e se baseia em atraso no pagamento de salários, direitos de imagem e FGTS. Tudo começou em 22 de dezembro do ano passado, quando o atleta ingressou com a reclamatória, solicitando a rescisão imediata de seu vínculo com o Tricolor.

No dia 12 de janeiro, a juíza Dalva Macedo negou o pedido de liberação antecipada enquanto o processo estivesse em andamento e marcou uma audiência para ouvir ambas as partes. Um dia depois, porém, o atleta entrou com um mandado de segurança em segunda instância e conseguiu se desvinvular do time carioca. Foi anunciado pelo Verdão em 15 de janeiro. A liminar, porém, foi cassada pelo TRT em 15 de março e referendada pelo Tribunal Superior do Trabalho (TST) posteriormente.

Enqaunto seu futuro não é definido, Scarpa está mantendo a forma física em uma academia em Hortolândia, interior de São Paulo. Nesta segunda-feira, interrompeu os treinos para ir ao Rio de Janeiro comparecer a audiência. Ele disputou oito partidas pelo Palmeiras e marcou dois gols. Não joga desde o dia 11 de março.

Via GE

Postado em Esportes por
14 de abril de 2018 14:50

Desportistas do novo Horizonte mostram o descaso da Secretaria de esportes com a quadra do bairro. Refletores queimados, traves quebradas e sem redes, telas de proteção rasgadas.

Exemplo do ano passado faz clube adotar estratégia diferente nesta temporada.

Por ter ameaçado o título do Corinthians no Campeonato Brasileiro do ano passado mesmo depois de uma campanha irregular, o Palmeiras deverá adotar estratégia diferente nesta temporada: a comissão técnica não priorizará a Libertadores em detrimento da competição nacional por pontos corridos.

A avaliação interna no Palmeiras é de que se o time então treinado por Cuca não tivesse sido resguardado em 2017 para compromissos pelo torneio sul-americano, sendo escalado com reservas em algumas rodadas do Brasileirão, teria muito mais chance de ter sido bicampeão nacional.

Em 2017, o Palmeiras poupou seus titulares e foi derrotado nos dois duelos com a Chapecoense. Com uma formação completamente reserva, também perdeu em casa para o Atlético-PR.
A estratégia de time reserva ou misto deu certo em duas oportunidades: vitórias sobre Ponte Preta, em Campinas, e Grêmio, no Pacaembu. Mas os outros pontos perdidos fizeram falta no acumulado ao final do campeonato.
O Brasileiro só voltou a ter atenção exclusiva no clube depois das eliminações nas quartas de final da Copa do Brasil e nas oitavas da Libertadores – insucessos que comprovaram a ineficiência do rodízio no elenco.
Pela maneira que vem escalando o time até o momento, enquanto tinha Paulistão e Libertadores simultaneamente, o técnico Roger Machado, por enquanto, prova o que disse em sua apresentação, ainda no final do ano passado:
– A obsessão do Palmeiras é pelo Palmeiras e por todas as competições. Todo clube grande deseja ganhar a Libertadores. No futebol brasileiro, com o calendário que temos, as competições acabam entrando umas nas outras. Mas, com o elenco que temos, de qualidade para correr o ano inteiro, podemos brigar por todas as competições. Não podemos abrir mão de uma competição em detrimento de outra – disse o treinador.

Em 2018, além do vice-campeonato paulista, o Palmeiras tem no momento a melhor campanha do Grupo 8 da Libertadores, com sete pontos ganhos em três partidas. Antes do próximo jogo pelo torneio continental (contra o Boca Juniors, na Argentina, em 23 de maio), haverá dois jogos pelo Brasieiro: Botafogo (no Rio de Janeiro, nesta segunda-feira) e Internacional (no Pacaembu, no dia 22).

Via GE

Postado em Esportes por

Campeões em três das últimas quatro edições, espanhóis decidem em casa contra o gigante bávaro. No outro duelo, Salah reencontra o ex-time na reedição da decisão da Champions em 1983/84

A Uefa definiu os dois confrontos das semifinais da Liga dos Campeões com um sorteio nesta sexta-feira em Nyon, na Suíça. O grande destaque fica por conta do duelo entre Bayern de Munique e Real Madrid. Campeões em três das últimas quatro edições, os merengues fazem o primeiro jogo na Alemanha e depois decidem na Espanha.

A outra vaga na decisão ficará entre Roma e Liverpool, com a primeira partida na Inglaterra e a segunda na Itália. Os jogos de ida serão nos dias 24 e 25 de abril, e os de volta serão nos dias 1º e 2 de maio. A final com os dois vencedores será em 26 de maio, em Kiev, na Ucrânia.

Os duelos serão marcados pelos reencontros. Grande destaque do Liverpool e um dos grandes nomes da temporada, Salah cruzará novamente o caminho da Roma, que o vendeu por € 42 milhões fixos (cerca de R$ 176 milhões), mais € 8 milhões (cerca de R$ 33 milhões) de bônus aos Reds no início da temporada. No outro confronto, James Rodríguez vai rever o Real Madrid, clube que tem seus direitos econômicos e o emprestou aos merengues na última janela de verão na Europa.

Via GE

Postado em Esportes por

Expulso no que provavelmente foi sua última partida na Liga dos Campeões, goleiro dá declarações fortes: “Você claramente não tem um coração no peito, mas uma lata de lixo”

luigi Buffon deixou de lado sua imagem comedida e equilibrada nas declarações para esbravejar depois do que pode ter sido sua última partida na Liga dos Campeões. O goleiro da Juventus, expulso por reclamar contra um pênalti marcado nos acréscimos – Cristiano Ronaldo converteu e selou a classificação do Real Madrid -, dirigiu palavras fortes ao inglês Michael Oliver, árbitro da partida.

Em nenhum momento, Buffon afirma que Benatia não cometeu o pênalti em cima de Vázquez. O que o camisa 1 defende é que foi um lance duvidoso, mas que o árbitro apontou com estranha convicção. Enquanto, no jogo de ida, a Juve teve um suposto pênalti claro não marcado.

– Foi um décimo de pênalti. Eu sei que o árbitro viu isso, certamente foi um lance duvidoso. E um lance duvidoso aos 48 minutos quando nós tivemos um pênalti claro não marcado no jogo de ida, você não pode conceder (o pênalti) a esse ponto – declarou ele na zona mista.

– Você claramente não tem um coração no peito, mas uma lata de lixo. Acima de tudo, se você não tem caráter para estar num jogo como esse, num estádio como esse, você pode se sentar nas arquibancadas com sua esposa e seus filhos tomando refrigerante e comendo batatas. Você não pode arruinar os sonhos de um time – completou, obviamente chateado com a eliminação.

 O lance do primeiro jogo ao qual Buffon se refere aconteceu aos 48 minutos do segundo tempo, quando Cuadrado tabelou com Chiellini dentro da área, mas foi atrapalhado por Carvajal no momento da finalização.

E as queixas do goleiro não pararam por aí. Com respeito ao Real Madrid, Buffon reconheceu os méritos do adversário nas duas partidas, mas disse que a Juventus merecia, ao menos, encaminhar a decisão para a prorrogação.

– O time deu o máximo, mas um ser humano não pode destruir sonhos assim no fim de uma extraordinária partida de volta numa situação duvidosa. O Real Madrid mereceu passar nos dois jogos, desejo a eles o melhor. Sempre foi um prazer para mim enfrentar esse clube, mas nós definitivamente merecíamos ao menos ir para a prorrogação hoje – concluiu.

Via GE

Postado em Esportes por